quinta-feira, janeiro 31, 2008

Remedios Caseiros

Um médico, depois de ver a história clínica do paciente, pergunta:
- Fuma?
- Pouco.
- Faz bem. Quanto menos melhor.
- Bebe?
- Pouco.

- Ainda bem.

- Pratica desporto?

- Não posso. Tenho lesões antigas.

- Pois, é pena.

- E sexo, pratica com frequência?

- Muito pouco.

- Isso é que não pode ser. Se não pratica desporto, deve compensar
fazendo muito sexo. Vá para casa e pense bem nisso...
Ele foi para casa, contou à mulher o que o médico lhe tinha dito e,
de seguida foi tomar um banho. A mulher, esperançosa, enfeita-se, perfuma-se, põe o seu melhor baby-doll e fica à espera dele, numa pose toda provocante. Ele sai do chuveiro, perfuma-se cuidadosamente, começa a vestir-se, e a mulher, surpreendida, pergunta:
- Aonde é que vais?
- Não ouviste o que o médico me disse?
- Sim, por isso mesmo estou aqui, já prontinha para... tu sabes!
Então ele responde:
- Ah, Francisca, Francisca, lá estás tu outra vez com a mania dos remédios caseiros...

Projecto Inovador no Concelho

Autarquia discute criação do Centro Ambiental da Fileira Automóvel

O Presidente da Câmara de V. N. Poiares, Jaime Soares, promoveu uma reunião com o pró-reitor da Universidade de Coimbra, Fernando Guerra, procurando sensibilizar a instituição para a importância da criação no concelho de um projecto inovador no domínio da reciclagem e tratamento dos Veículos em Fim de Vida (VFV).
Na reunião, que se seguiu a outra realizada com o reitor da UC, Seabra Santos, foi discutida a possibilidade de instalação em Poiares de um Centro Ambiental da Fileira Automóvel.
No encontro estiveram também presentes dirigentes da empresa CH Business Consulting, responsável pelo estudo encomendado pela autarquia e que deu origem a este projecto, bem como a presidente da Associação de Desenvolvimento Integrado de Poiares (ADIP) e vários técnicos da autarquia. Para o presidente da Câmara Municipal, “trata-se de um projecto que nasceu de uma profunda preocupação, em termos ambientais, para tratar de forma ecológica todos os resíduos da indústria automóvel”. Mas seguiu também para “criar em Vila Nova de Poiares soluções para a problemática da gestão dos VFV, criando um cluster de empresas do sector, ligadas ao desmantelamento, reacondicionamento, comercialização e reciclagem de peças, componentes automóveis e sucatas em geral”. “ Além de permitir o cumprimento das normativas e disposições legais e ambientais, permite uma melhoria significativa da rentabilidade das empresas, promovendo emprego e criação de riqueza”, referiu Jaime Soares, sublinhando que a isso se alia “um profundo respeito pelo ambiente e pelos valores ecológicos, fundamentais para um crescimento económico saudável e sustentado”.
No final da reunião, todos foram unânimes em considerar o projecto como fundamental e inovador, colocando a tecnologia de ponta ao serviço dos valores ambientais, não deixando de sublinhar que, além da Universidade de Coimbra, a participação de todos os comerciantes locais do sector é fundamental para garantir o sucesso.

in:http://alveite.wordpress.com

quarta-feira, janeiro 30, 2008

Como vai a cultura dos bacanos

Até parece que estudaram numa destas recentes
Escolas do Ensino Basico.
É preciso ser-se atrevido.
Os emigrantes mouramortinos não diriam tanta asneira como estes licenciados em cursos de marketing, jornalismo ou comunicação que proliferam na país irmão ou hermano.

Remodelações lá por Lisboa

Os críticos de Correia de Campos e de Isabel Pires de Lima obtiveram o que queriam: Sócrates serviu-lhes a cabeça dos ministro numa bandeja, tão prontamente que acabou por surpreender. O primeiro-ministro está a revelar-se, com efeito, um "expert" em trocar as voltas aos comentadores/observadores políticos: primeiro cria (ou deixa que se crie, o que vai dar ao mesmo) a imagem de que jamais fará o que lhe pedem e, aliás, que quanto mais lhe pedirem menos ele fará; e depois age ao contrário, fazendo o que lhe pediram mas quando menos se esperava.
O que no caso de Correia de Campos até se compreende: era um caso de urgências... E urgente. O homem já dera a volta ao contador das explicações públicas e não havia maneira de se fazer entender. Como o próprio explicara ao Expresso, via em cada momento de crise uma oportunidade a não desperdiçar, não tendo percebido (até ao último instante, ao que parece) que o excesso de justificação pode resultar tão mal (ou pior) como défice de comunicação. Se havia sinais que o PM não podia ignorar eram os de "perigo" que se acendiam, ultimamente, sempre que Correia de Campos falava.
Ao substituí-lo, há que reconhecê-lo, Sócrates mata vários coelhos de uma cajadada:
1) estanca a hemorragia de críticas à política de Saúde deste Governo - quando nem é certo, pelo contrário, que a morte do mensageiro signifique a mudança da mensagem;
2) tranquiliza os sectores mais à esquerda do PS, preocupados com a desvalorização por este Executivo do conceito de Serviço Nacional de Saúde - a começar em Manuel Alegre, que ficou naturalmente satisfeito com a substituição de Correia de Campos, tanto mais que por alguém que foi sua destacada apoiante nas últimas presidenciais;
3) cala a oposição que vinha insistentemente reivindicando mudanças no Executivo - sendo que no meio da borrasca que 'sacrificou' Correia de Campos e Isabel Pires de Lima, salva Manuel Pinho e Mário Lino (de cuja presença no Executivo, diz-se, lhe custaria horrores prescindir);
4) e, "last but not least", recauchuta o Governo, ganhando precioso tempo para fazer o que falta até 2009: governar, sem se deixar distrair por "fait divers", numa conjuntura económica internacional que cada vez promete menores margens de manobra para fazer brilharetes orçamentais que se traduzam em votos.

Pensamento do dia

Aquele que ao longo do dia

É activo como uma abelha,

Forte como um touro,

Trabalha que nem um cavalo

E que ao fim da tarde se sente cansado que nem um cão,

deveria consultar um veterinário

Porque é bem possível que seja burro.

terça-feira, janeiro 29, 2008

O ovo de Colombo

Conta-se que em uma ocasião, Cristóvão Colombo foi convidado para um banquete onde lhe haviam designado, como é natural, um posto de honra.
Um dos convidados era um cortesão que estava muito enciumado com o grande descobridor. E quando teve a oportunidade dirigiu-se a ele e lhe perguntou de uma forma um tanto impertinente:
Se você não tivesse descoberto a América, por acaso não existem outros homens na Espanha que poderiam fazê-lo?
Colombo preferiu não responder directamente àquele homem. e propôs-lhe uma prova antológica:
"Levantou-se, pegou um ovo de galinha fresco e convidou a todos os presentes que tentassem colocá-lo de forma que se mantivesse em pé sobre um dos seus extremos". A ocorrência teve bastante aceitação. Quase todos os presentes entraram logo naquele jogo e tentaram um após o outro, uns com mais, outros com menos convicção, ante o olhar atento dos demais. Mas passava o tempo e ninguém conseguia descobrir a maneira de conseguir que aquele ovo danado mantivesse o equilíbrio. Finalmente Colombo se pôs em pé, com ar solene, se aproximou, pegou o ovo e o bateu levemente contra a superfície da mesa até que quebrou um pouco da casca de uma das pontas e graças a este pequeno achatamento o ovo se manteve perfeitamente na posição vertical. Claro que desta maneira qualquer um pode fazê-lo! - objectou um pouco alterado, o cortesão. Sim qualquer um. Mas "qualquer um" ao que se lhe tivesse ocorrido faze-lo. E acrescentou: - "Uma vez eu mostrei o caminho ao Novo Mundo", "qualquer um" poderá segui-lo. Mas "alguém" teve antes que ter a ideia. E "alguém" teve depois, que decidir-se a colocá-la em prática. Esta velha e conhecida anedota tem ultrapassado os séculos e levado a formar a expressão de "O Ovo de Colombo", para referir-se a soluções aparentemente muito naturais, sim, mas ... "alguém teria que ter pensado nelas, e alguém depois teve que decidir-se a faze-las". Muitas transformações importantes nas pessoas, nas empresas, nos clientes, no mundo do pensamento, ou na sociedade em geral, tem sua origem em descobrimentos naturais, simples, aos que "alguém" tem sabido tirar proveito. Alguém que soube tirar partido do óbvio, a estas verdades, às que todos teremos acesso.
E lembrem, apenas PESSOAS como vocês e nós, podem fazer estas coisas simples, naturais.

segunda-feira, janeiro 28, 2008

A Velha Casa do Caneiro

A antiga Casa do Caneiro que ficou em ruínas após ser consumida parcialmente por um fogo posto.

Vista geral das Casas do Caneiro

A Casa Grande do Ti Albino do Caneiro

A Casa do Caneiro em reconstrução ( Dez 2007)

domingo, janeiro 27, 2008

Moura Morta quase dois anos de Blogosfera

O nosso blog têm-se mantido activo com uma actualização quase diária ao longo deste curto período temporal, mas que olhando para o mundo dos blogues já pode ser considerado um feito.
Durante este tempo o blog adquiriu a postura a partidário, isento, demarcado bem que o seu fim é promoção da nossa Moura Morta. É verdade que por vezes acontecem coisas menos boas, uma das que me recordo foi aquilo que se passou com o senhor de um blog vizinho, mas que mais não se tratou que um meio de promoção; também foi quando se escreveu e se publicou fotos e textos de pessoas sem lhes pedir autorização mas tudo ficou resolvido.
Por vezes existe uma grande confusão entre os textos e os comentários, os textos que escrevemos somos responsáveis por eles e apenas por eles, os comentários são da responsabilidade de quem os escreve (qualquer pessoa pode escrever), porém sempre que esses comentários sejam insultuosos ou ofensivos são retirados ou então quando a pessoa em causa nesse comentário nos pede para que isso aconteça.
É com uma enorme mágoa que ficamos quando valorizam mais os comentários que os os textos que a maioria das vezes escrevemos com o coração.

sexta-feira, janeiro 25, 2008

O tampão da Gasolina

Caros Mouramortinos
As vezes dá cá uma branca, quando a gente entra numa estação de serviço ou numas bombas de gasolina. Pois parece mentira, mas agora vou revelar um segredo que poucos sabem.E' que no painel de instrumentos qualquer carro, há uma indicação exacta, muito subtil, que nos revela qual o lado do carro onde se encontra o tampão do combustivel. Vejam bem o desenho da bomba de gasolina, abaixo da letra E (empty), no painel de instrumentos. Esta bomba tem uma mangueira desenhada. Se a mangueira estiver do lado esquerdo desta bomba, então o tampão da gasolina encontra-se tambem no lado esquerdo do carro, ou seja, do condutor. Se a mangueira do desenho da bomba se encontra no lado direito desta bomba, então o carro deve ser abastecido no lado direito. Não fiquem aborrecidos por só agora terem tomado conhecimento deste facto.
Eu levei mais de 20 anos para descobrir isso. Vocês, pelo menos, levaram menos tempo do que eu.

quinta-feira, janeiro 24, 2008

As Nossas Criancinhas

A criancinha quer Playstation. A gente dá.
A criancinha quer estrangular o gato. A gente deixa.
A criancinha berra porque não quer comer a sopa. A gente elimina-a da ementa e acaba tudo em festim de chocolate.
A criancinha quer bife e batatas fritas. Hambúrgueres muitos. Pizzas, umas tantas. Coca-Colas, às litradas. A gente olha para o lado e ela incha.
A criancinha quer t-shirt adidas e ténis nike. A gente dá porque a criancinha tem tanto direito como os colegas da escola e é perigoso ser diferente.
A criancinha quer ficar a ver televisão até tarde. A gente senta-a ao nosso lado no sofá e passa-lhe o comando.
A criancinha desata num berreiro no restaurante. A gente faz de conta e o berreiro continua.
Entretanto, a criancinha cresce. Faz-se projecto de homem ou mulher.Desperta.
É então que a criancinha, já mais crescida, começa a pedir mesada, semanada, diária. E gasta metade do orçamento familiar em saídas, roupa da moda, jantares e bares.
A criancinha já estuda. Às vezes passa de ano, outras nem por isso. Mas não se pode pressioná-la porque ela já tem uma vida stressante, de convívio em convívio e de noitada em noitada. A criancinha cresce a ver Morangos com Açúcar, cheia de pinta e tal, e torna-se mais exigente com os papás. Agora, já não lhe basta que eles estejam por perto. Convém que se comecem a chegar à frente na mota, no popó e numas férias à maneira.
A criancinha, entregue aos seus desejos e sem referências, inicia o processo de independência
meramente informal. A rebeldia é de trazer por casa. Responde torto aos papás, põe a avó em sentido, suja e não lava, come e não limpa, desarruma e não arruma, as tarefas domésticas são «uma seca». Um dia, na escola, o professor dá-lhe um berro, tenta em cinco minutos pôr nos eixos a criancinha que os papás abandonaram à sua sorte, mimo e umbiguismo. A criancinha, já crescidinha, fica traumatizada. Sente-se vítima de violência verbal e etc e tal.
E m casa, faz queixinhas, lamenta-se, chora. Os papás, arrepiados com a violência sobre as criancinhas de que a televisão fala e na dúvida entre a conta de um eventual psiquiatra e o derreter do ordenado em folias de hipermercado, correm para a escola e espetam duas bofetadas bem dadas no professor «que não tem nada que se armar em paizinho, pois quem sabe do meu filho sou eu».
A criancinha cresce. Cresce e cresce. Aos 30 anos, ainda será criancinha, continuará a viver na casa dos papás, a levar a gorda fatia do salário deles. Provavelmente, não terá um emprego. «Mas ao menos não anda para aí a fazer porcarias».
Não é este um fiel retrato da realidade dos bairros sociais, das escolas em zonas problemáticas, das famílias no fio da navalha? Pois não, bem sei. Estou apenas a antecipar-me. Um dia destes, vão ser os paizinhos a ir parar ao hospital com um pontapé e um murro das criancinhas no olho esquerdo. E então teremos muitos congressos e debates para nos entretermos.

E o burro sou eu ou é outra pessoa?

Esta é a verdadeira explicação para a irritação na conferência de imprensa que tornou mundialmente famosa uma frase de Luís Filipe
Scolari: "O burro sou eu?"
Consta que tudo se terá passado da maneira seguinte:·Findo o jogo com a Finlândia, em pleno balneário do Estádio do Dragão,no meio da euforia, terá decorrido o seguinte diálogo:
Ricardo: Eh, malta. E se, para comemorarmos o apuramento para o
Euro2008, este ano fizéssemos um presépio humano no Estádio Nacional?
Simão Sabrosa: Boa! Eu faço de Menino Jesus.
Nuno Gomes: E eu, de Nossa Senhora.
Miguel Veloso: Eu tenho barba, posso fazer de São José.
Quaresma: E eu, tenho que ser um dos Reis Magos.
Nani e Deco: Nós também!
Cristiano Ronaldo: Eu vou ser a estrela polar!
Gilberto Madaíl: Eu não me importo de fazer de vaca, afinal, é um animal sagrado nalguns países, como a Índia e nalgumas instituições, como a Federação Portuguesa de Futebol.
Scolari: Ué, e o burro? O burro sou eu?

Num Poema Despido
















O sol e o mar deram à tua pele
O tom do bronze, a cor da eternidade.
E agora, nos meus olhos de poeta,
És uma deusa eterna a passear
Na praia iluminada.
Imaginada
Num poema despido,
Desafias o tempo, olímpica e sagrada,
Humana só na sombra de o teres sido.


Miguel Torga


A mãe tem sempre razão!

Anda para aí uma menina que partiu a clavícula numa queda de bicicleta. Anda para aí um rapaz que não obedece à mãe que lhe dá os melhores conselhos, como “vê se descansas e tomas cálcio”. Anda para aí um rapaz que é mais teimoso do que… do que eu!
Parafraseando os outros: “Do que tu precisas, sei eu!”

terça-feira, janeiro 22, 2008

Santa Ignorância - Francesa de França

L'Europe est un pays via Koreus
Não somos nós só os ignorantes. Mas que herdamos um sistema de educação igual ao dos franceses, isto não nos surpreende nada.
a ignorãncia é mesmo atrevida

domingo, janeiro 20, 2008

Cuidado com o Imposto Automovel

A confusão está instalada no Imposto Automóvel (IA) – agora denominado Imposto Único de Circulação (IUC). Tudo por causa de um erro da Direcção-Geral de Informática Tributária e Aduaneira (DGITA) na cópia das bases de dados onde está registada a propriedade dos veículos.

Tudo começou em Junho do ano passado, quando o então director-geral dos Impostos, Paulo de Macedo, enviou um e-mail a todos os contribuintes alertando-os para a nova tributação automóvel que ia entrar em vigor no dia 1 de Janeiro de 2008 e pedindo que confirmassem a propriedade dos automóveis que estavam na base de dados da então Direcção-Geral de Viação. Aquele responsável disponibilizou no endereço electrónico das Finanças (www.e-financas.gov.pt) o número de viaturas e os respectivos proprietários. Durante seis meses o Fisco teve oportunidade de limpar a base de dados importada da DGV, de acordo com as indicações que ia recebendo dos contribuintes.

Segundo apurou o CM, esse trabalho terá sido em vão, uma vez que a DGITA, entidade que tem a responsabilidade de gerir as bases de dados, copiou os ficheiros originais que estavam na DGV, em vez de aproveitar a listagem corrigida que já estava pronta na Direcção-Geral das Contribuições e Impostos (DGCI). Em consequência deste erro, os veículos que foram abatidos pelos proprietários surgem de novo nos ficheiros da DGCI. Quem deu baixa do carro terá de o fazer de novo, sob pena de ter de pagar o IUC.

A DGITA convocou para esta semana uma reunião para analisar este assunto.

ADFP procura apoios para construir hospital

Depois do apoio manifestado pelo autarca de Poiares à construção do hospital da ADFP, a instituição convocou uma reunião com os presidentes dos quatro municípios do vale do Ceira e Dueça para apresentar o projecto e obter apoios
A Associação para o Desenvolvimento e Formação Profissional (ADFP) de Miranda do Corvo anunciou que vai reunir com os autarcas dos municípios do vale do Ceira e Dueça para obter apoio para a construção de um hospital. O presidente da instituição, Jaime Ramos, adiantou que os autarcas dos concelhos de Miranda do Corvo, Poiares, Lousã e Penela confirmaram a presença numa reunião a realizar «no dia 30 de Janeiro ou 01 de Fevereiro».
A reunião foi espoletada depois do apoio público manifestado pelo presidente da Câmara de Poiares que, segundo Jaime Ramos, considerou «o hospital útil para os municípios de Miranda do Corvo, Poiares e Lousã».
«A ADFP considera muito positivo que Jaime Soares, presidente da Câmara de Poiares, tenha considerado o hospital útil para os municípios de Miranda do Corvo, Poiares e Lousã», refere um comunicado da instituição. Segundo o documento, o autarca de Poiares tornou público «que tinha proposto aos seus colegas de Miranda do Corvo e Lousã que o hospital, que a ADFP pensa construir, beneficie do apoio dos três municípios».
Jaime Soares mostrou a sua preferência para que o hospital possa ser construído junto à Estrada da Beira, no concelho de Miranda do Corvo. «Ao fim de dez minutos, qualquer cidadão de Poiares, Lousã e Miranda do Corvo está nessa unidade com os cuidados de saúde garantidos», diz Soares, convicto que esta seria uma boa resposta para a actual situação de socorro.
Actualmente, os bombeiros demoram «uma hora» a chegar a Coimbra e os utentes são obrigados a esperar depois «mais quatro ou cinco horas» por atendimento na urgência do hospital central que, recorda, «não está preparado para responder a tamanho afluxo de pessoas».
A unidade defendida pelo presidente da autarquia de Poiares resultaria de uma parceria público-privada, «que é perfeitamente exequível».

quarta-feira, janeiro 16, 2008

Abel Lopes - Homenageado com Medalha de Ouro

Abel Lopes

O Sr. Abel Lopes ou ti Abel como é mais conhecido na nossa terra foi homenageado com a medalha de Ouro do Concelho de Vila Nova de Poiares.
Abel Lopes mais do que um artesão ou um mestre, um pequeno grande génio que com o auxilio de ferramentas rudimentares por vezes fazia o inimaginável, era um imprescindível na indústria da região sempre que necessário um especialista, desde lagares, moinhos de Vento, noras, engenhos, serrações e muitas outras coisas que passaram pelas mãos deste homem cuja homenagem é mais do que merecida.
Um dos poucos capaz de tudo fazer com madeira com ferro ou que o que for preciso ser trabalhado afim de sair daí algo que funcione, alguns do que o conhecem falam dele com muita consideração, pois é, 81 anos dos poucos se não o único capaz de por a funcionar moinhos de vento, reparar os lagares de azeite, capaz de construir rodas, barcos noras com sistemas mecânicos (com o acoplamento de caixas de velocidades e veios), mas isso não quer dizer que não seja capaz de construir as noras em madeira (tradicionais), ou os barcos de madeira para atravessar o rio. Poderia estar para aqui a escrever mais, muito mais, mas não poderia deixar de referir o seu sentido de humor e a sua perspicácia. Merece assim a nossa homenagem. Espera-se que os familiares elaborem um Curriculum com seus feitos e as suas artes.
O Ti Abel merece esta homenagem
, até pela admiração que os conterrâneos e amigos têm por ele. Estas homenagens são merecidas enquanto em vida dos artistas.

terça-feira, janeiro 15, 2008

Vasco Lucas - Homenageado com Medalha de Prata

Vasco Henriques Lucas


Vasco Lucas o mouramortino filho da Ti Maria Lima e do Ti Álvaro, foi homenageado com a medalha de Prata pelo Município de Vila Nova de Poiares, no dia do concelho, pelo trabalho desenvolvido no âmbito da sua actividade profissional. Sendo esta medalha atribuída pelo destaque que a sua empresa, Lucavending têm no panorama de negócio quer a nível nacional como internacional.

segunda-feira, janeiro 14, 2008

O Blog esteve presente na comemoração do dia do Concelho

As cerimónias do dia do Concelho começaram com um atraso considerável tendo em contra que houve por parte da organização o lapso de convidar algumas figuras/personalidades que deveriam fazer parte da cerimónia protocolar.

Após a abertura da cerimónia pela Filarmónica, começaram as cerimónias de entrega de medalhas aos homenageados. A abertura foi dedicada ao desporto pois um conjunto de jovens do nosso concelho conseguíram a proeza de um titulo desportivo em representação da Associação Desportiva de Poiares, equipa da qual faz parte o mouramortino Renato (neto do Ti Abel) que foi homenageado com a medalha de Bronze.
Também foram distinguidos os mouramortinos Vasco Lucas e Ti Abel Lopes.

No fim da Cerimónia segui-se o tradicional repasto da região:
- Arroz de Bucho
- Chanfana
- Poiarito

VILA NOVA DE POIARES

Comemoração do Dia do Município – “Em Poiares é tudo bom graças a Deus”
São cento e dez anos a fazer história. O passado já não é o que era, mas o povo continua a provar que está unido. Depois de celebrar o feriado municipal, a vila continua em festa.
Foi ao som dos acordes da Filarmónica Fraternidade Poiarense que a sessão solene comemorativa de mais um aniversário começou. O espaço renovado do Centro Cultural, onde o cheiro a novo ainda se sente, parecia pequeno para tanta gente. Apesar de um imprevisto de última hora, o esquecimento do envio de convites aos membros da Assembleia Municipal, a festa decorreu sem sobressaltos. Mas o presidente da autarquia, Jaime Soares, fez questão de frisar, "para não ferir susceptibilidades", que foi apenas um lapso, provocado pelas novas tecnologias. O número de homenageados, 77, prometia uma cerimónia longa. "Não condecoramos as pessoas à toa, fazemo-lo porque, efectivamente, merecem", sublinhou Jaime Soares. Dezenas de funcionários, com mais de 15 anos de serviço, receberam a medalha de bons serviços prestados ao município. Mas as condecorações não ficaram por aqui, a autarquia poiarense distinguiu com a medalha de mérito municipal três industriais, oriundos da vila, que têm desenvolvido um trabalho "notável e que dignifica o nome da terra" noutros concelhos.
A par da indústria foram ainda condecoradas pessoas ligadas ao sector do comércio, investigação e educação. Também a área da cultura foi reconhecida. Os artesãos, conhecidos "como os grandes embaixadores da terra, de Portugal e mais além", segundo Jaime Soares, foram premiados com a medalha de ouro.

Venham mais obras destas

domingo, janeiro 13, 2008

ASAE nas missas

Partindo de um post do Jumento, lembrei-me destas questões que gostaria de ver respondidas pela ASAE:
Se as hóstias forem feitas com trigo transgénico, o sacerdote não deveria informar os fiéis?
O vinho da eucaristia não deveria ser armazenado em garrafas rotuladas?
A lavagem que o sacerdote faz do cálice não deveria ser feita pelo menos com um detergente, ou com água a não sei quantos graus?
A patena onde se colocam as hóstis para consagração também não deveria ser limpa?
As hóstias não deviam ser entregues em embalagens individuais?
O sacerdote não deveria usar pinças ou luvas para entregar as hóstias?
Quando se comunga de duas espécies, também se serve vinho a quem aparente possuir anomalia psíquica ou esteja embriagado?
Os menores de 16 anos também podem comungar das duas espécies, e assim beber vinho?
No rito da adoração da cruz, o santo lenho não deveria ser esterilizado após cada ósculo?
No Domingo de Ramos, onde é que a malta vai buscar os ramos de palmeira ou de oliveira?
As peças do Presépio não deveriam ter a marca "CE"?Opções de mensagens
O incenso espalhado pelos turíbulos pode ser de ópio ou cannabis?
A água da pia ou fonte baptismal não deveria desinfectada com cloro, ou coisas assim?
Os bebés não deveriam estar de touca?
Como é que se controla a qualidade da água benta que é aspergida pelo híssope?
E por fim:
Os vasos dos santos óleos não deveria ser embalado em embalagens munidas com sistema de abertura que perca a sua integridade após a sua utilização e que não sejam passíveis de reutilização?

Feriado Municipal de Vila Nova de Poiares

13 de Janeiro

Comemoração dos 110 anos da Restauração do Concelho

08H00 - Salva de 21 Tiros

09H00 - Hastear da Bandeira do Município de Vila Nova de Poiares no Centro Cultural.

10H00 - V Encontro das Colectividades - Torneio do Jogo da Malha.

10H30 - Concentração de homenageados e convidados em frente ao auditório do Centro Cultural.

11H00 - Início das Cerimónias.

11H05 - Abertura da Sessão Solene pela Filarmónica Fraternidade Poiarense.

11H10 - Sessão Solene presidida pelo Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares.

12H00 - Início da Cerimónia das Condecorações.
Três mouramortinos foram condecorados pela Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares, Ti Abel Lopes, Vasco Lucas e o Renato (neto do Ti Abel)

Encerramento da Sessão Solene pela Filarmónica Fraternidade Poiarense.

sábado, janeiro 12, 2008

ACADÉMICA vs União de Coimbra em 1930

Campo de Futebol do Arnado






sexta-feira, janeiro 11, 2008

Vila Nova de Poiares De 12 a 21 de Janeiro

Semana da chanfana promove a gastronomia
Defender e preservar a autenticidade da chanfana é um dos objectivos da semana que promove a gastronomia poiarense, iniciativa promovida pela confraria e câmara municipal.
A chanfana, um ex-libris da gastronomia regional, volta a reinar em Vila Nova de Poiares entre 12 e 21 de Janeiro. Trata-se da Semana da Chanfana, iniciativa que, através da adesão de diversos restaurantes, contribui para divulgar a gastronomia.
Durante a semana, a chanfana é o centro das atenções na ementa dos diversos restaurantes de Vila Nova de Poiares, mas será também acompanhada de outras iguarias que comprovam a excelência da gastronomia poiarense, como o arroz de bucho e os negalhos, sem esquecer o doce regional, o Poiarito.
À semelhança das edições anteriores, durante a Semana da Chanfana será realizado um concurso para eleger e premiar os melhores profissionais de gastronomia, que garantem a autenticidade e a qualidade à chanfana. O júri do concurso, de acordo com os critérios de avaliação devidamente definidos em regulamento, atribuirá as classificações, através das quais se apurará o vencedor, a quem será atribuído o título de “Restaurante Recomendado pela Confraria da Chanfana”.
Além do restaurante “O Confrade”, que não entra no concurso, participam na Semana da Chanfana os restaurantes “As Medas”, “A Mó”, “A Moendinha”, “D. Elvira”, “A Grelha” e “O Filipe”.
A iniciativa conta com a organização conjunta da Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares e da Confraria da Chanfana. O objectivo do evento é “defender e preservar a autenticidade deste prato gastronómico”, levando muitos dos seus apreciadores a Poiares, a “Capital Universal da Chanfana”

quinta-feira, janeiro 10, 2008

Postal 1933 - VILA NOVA DE POIARES

POSTAL STATIONERY OF PORTUGAL



VILA NOVA DE POIARES TO LISBOA IN YEAR 1933

quarta-feira, janeiro 09, 2008

Segurança acima de tudo

Quem terá tido esta ideia fantástica?

Estradas de Portugal

Almerindo dá ordem para cortar nas despesas Frota automóvel da Estradas de Portugal reduzida para metade A empresa Estradas de Portugal vai cortar nas despesas com veículos. A direcção de Almerindo Marques quer gastar menos. Impôs limites nos cartões de combustíveis e prepara-se para vender dezenas de automóveis.

A nova gestão da Estradas de Portugal quer cortar nas despesas com automóveis. Com uma frota de 800 veículos para 1800 funcionários, a empresa do Estado gasta 6 milhões de Euros por ano com os cartões de combustível.

Segundo o Jornal de Negócios, poucas semanas depois de entrar em funções, a nova direcção decidiu impor regras. Na maior parte dos casos, a despesa mensal antes sem qualquer tecto fica agora limitada a 50 euros.

A frota deverá ser reduzida para metade, isto é, para 400 automóveis. Alguns carros serão leiloados em hasta pública e os contratos de aluguer não serão renovados.

A ordem do novo presidente, Almerindo Marques, é para poupar. Além disso, para equilibrar as contas, o ex-homem forte da RTP quer mais produtividade e receitas.

terça-feira, janeiro 08, 2008

Coimbra lidera destacada das restantes cidades!

E o vencedor é...o terrorismo


Sendo o Lisboa-Dakar uma prova desportiva, quando termina tem normalmente um vencedor. Este ano, que sem gastar um litro de gasóleo, sem ter de percorrer um quilómetro sequer, o claro vencedor foi o terrorismo. Ao afirmarem que o cancelamento da prova se deve a razões de segurança, ao não encontrarem itinerários alternativos em África e ao admitirem mudar um rally chamado Dakar para outro continente, estão a reconhecer a força daqueles a quem apelidam de terrorismo e a dar-lhes a vitória. Eis como uma simples ameaça derrota equipas que investiram milhões na sua participação. Falta saber porque se empenhou tanto o sinistro Sarkozy em impedir a realização da prova e de todas as alternativas que lhe foram propostas, tendo mesmo proibido a petrolífera francesa TOTAL de abastecer os concorrentes?
Retirado do blog : - http://www.wehavekaosinthegarden.blogspot.com

Orgulho em ser Português!!!

segunda-feira, janeiro 07, 2008

. . .

Vendo camião Volvo – Ponte de Mucela

Vendo camião Volvo

Ponte de Mucela

Preço: €12.500,00
Localização: Ponte de Mucela, Coimbra, Portugal
Data de publicação: Dezembro 23, 05:30 PM

Descrição
Vendo camião Volvo, de 1987.
Volvo FL10, 3 eixos, caixa aberta basculante, equipado com travão eléctrico, cabine com cama.

domingo, janeiro 06, 2008

Mas que grande Escaravelho

Do blog Acorda Poiares retiramos este post que merece uma boa atenção.
Os escaravelhos de Poiares,"Rynchophorus Ferrugineus" bicho desgraçado que agora vem dar cabo das palmeiras e deixar algumas pessoas em sobressalto, e outras tantas a inventar histórias. Com o aumento do número de palmeiras em Poiares, e depois de a Câmara investir tanto numas belas palmeiras que estão no novo Jardim à Raça Poiarense, que nunca foram bonitas, nem bem vistas em Poiares, uma vez que não dão sombra e são caras, a preocupação aumenta para controlar uma praga.
A Câmara emitiu um comunicado, que se poderá ver afixado em alguns locais, caso ainda ninguém os tenha arrancado, e estejam danificados pelo tempo. (Será que não dava para imprimir e na mesma altura colocar na net também?!Afinal o documento deve ter sido feito no pc, e além disso é tão fácil digitalizar 1 página!) Pois bem, eu cá decidi dar uma ajuda! Tirei 1 simples fotografia, logicamente que a qualidade não é tão boa, mas é um auxílio. O escravelho que anda a dar cabo das palmeiras, e de algumas cabeças, é de difícil combate, sendo necessário 5 tratamentos por ano, e nada garante a eficácia desta prevenção. O que se pode fazer mesmo é a solução avançada pela Câmara. Apesar das várias histórias que se associam a este tipo de comunicado, é de referir que a Câmara poderia ter poupado milhares de euros, se tivesse colocado árvores autóctones podia obter mais sombra, e poupava muito dinheiro.

sexta-feira, janeiro 04, 2008

Idosos vs Poiares

quinta-feira, janeiro 03, 2008

Faleceu Artur Dinis


Pelo respeito que nos merece, damos a conhecer a infausta noticia da morte de Artur Dinis da Casa do Vale Escuro, que sendo natural do Barreiro casou na Moura Morta com a Maria dos Anjos e era pai de Maria Alice e de João Dinis.

Artur Dinis numa foto de arquivo com o Engº Alvaro da Vinha

A lei do Tabaco será aplicada na Moura Morta?

Lei do Tabaco

A nova lei do tabaco que limita o fumo em locais públicos fechados e estabelece sanções até aos 250 mil euros para os incumpridores, foi publicada no Diário da República e entra em vigor a 1 de Janeiro de 2008. A lei proíbe o fumo de tabaco em diversos locais fechados, nomeadamente locais de trabalho, de atendimento directo ao público, nos estabelecimentos onde sejam prestados cuidados de saúde, nas áreas de serviço e postos de abastecimento de combustíveis e nos parques de estacionamento cobertos. É ainda proibido fumar nos transportes públicos e nos estabelecimentos de restauração ou de bebidas, incluindo os que possuem salas ou espaços destinados a dança.

Esta lei têm uma lacuna, pois é, como já devem ter reparado a lei não faz referência à proibição de fumar no Centro de Convívio da Moura Morta, portanto, será que também lá se irá deixar de fumar...

quarta-feira, janeiro 02, 2008

Despedida do ano Velho

Na Moura Morta a tradição mantêm-se e um grupo estão vai pela aldeia a cantar para espantar o ano velho, neste caso o ano de 2007.
Este ano um grupo de músicos prepararam-se para esta actuação musical durante os últimos 12 meses, mas valeu a pena.
Aqui fica um pouco dessa música para vocês apreciarem . . .

terça-feira, janeiro 01, 2008

Os Putos....