terça-feira, agosto 29, 2017

Estrada Nacional 17

Depois da devastação dos fogos florestais, agora a derrocada provocada pelas primeiras chuvas deixa a estrada da beira intransitável.

Etiquetas: ,

segunda-feira, agosto 28, 2017

Aula de Teatro Vila Nova de Poiares


domingo, agosto 27, 2017

Poiartes com maior orçamento




sábado, agosto 26, 2017

Apresentação Poiartes - Coimbra

Conferência de imprensa de apresentação da POIARTES, 
no Largo da Portagem, 
em Coimbra.

Etiquetas:

sexta-feira, agosto 25, 2017

Poiartes 2017



Etiquetas:

quinta-feira, agosto 24, 2017

Orçamento Participativo


Período de votação decorre entre 15 de agosto e 15 de setembro

A Comissão de Análise Técnica do Orçamento Participativo já analisou e elegeu as propostas que serão colocadas a votação, cujo período se inicia já no próximo dia 15 de agosto, decorrendo até dia 15 de setembro.
Recordamos que o Orçamento Participativo de Vila Nova de Poiares está dividido em dois, o Orçamento Participativo Jovem (OPJ) e o Orçamento Participativo Geral (OPG), com um montante atribuído de 25 mil euros a cada um, perfazendo um valor global de 50 mil euros.

Depois de decorrido o prazo de apresentação de propostas e das mesmas terem sido devidamente analisadas e estudadas pela Comissão de Análise Técnica, nomeada pelo Presidente da Câmara Municipal, foi elaborada a seguinte lista das propostas que será submetida a votação:

Orçamento Participativo Geral 

• Proposta 1 – “Aquisição de um veiculo dedicado ao transporte de doentes” - Valor: 24.999,75 (vinte quatro mil novecentos e noventa e nove euros e setenta e cinco cêntimos) – Proponente: Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Poiares
• Proposta 2 – “Criação de um parque Canino” - Valor: 10.754,80 (dez mil setecentos e cinquenta e quatro euros e oitenta cêntimos) – Proponente: Associação 2Maos4Patas

Orçamento Participativo Jovem
• Proposta 1 – “Repavimentação do campo de jogos da escola EB 2,3/S Dr. Daniel de Matos” - Valor: 24.907,50 (vinte e quatro mil novecentos e sete euros e cinquenta cêntimos) – Proponente: Inês Maria Seco Rolo
• Proposta 2 – “Amados Gatos” - Valor: 9.584,52 (nove mil quinhentos e oitenta e quatro euros e cinquenta e dois cêntimos) – Proponente: Catarina Ofélia de Carvalho Henriques
Mais info sobre as propostas AQUI

Nos termos do regulamento, todos os cidadãos terão direito a quatro votos, sendo distribuídos da seguinte forma: Cada munícipe na faixa etária de 16 a 35 anos pode colocar três votos em propostas do OPJ e um voto em propostas do OPG; e, cada munícipe na faixa etária acima dos 35 anos pode apresentar um voto em propostas do OPJ e três votos em propostas do OPG. A votação é aberta a todos os cidadãos, com mais de 16 anos, devendo fazer-se acompanhar da respetiva identificação (BI/CC), sendo que a mesma pessoa só pode votar uma vez.

Face à necessidade de garantir um processo justo e transparente o Executivo decidiu avançar para um sistema de votação presencial, dado que as soluções digitais alternativas não garantem o devido controlo da votação, nem a devida imparcialidade, podendo comprometer a transparência do processo.

Assim, a votação poderá ser feita no edifício dos Paços do Concelho, no Centro Cultural e na sede de cada uma das quatro juntas de freguesia, sendo os resultados finais e a proposta vencedora conhecidos no dia 21 de Setembro. Mais informação sobre o processo e propostas a votação poderá ser consultada em www.cm-vilanovadepoiares.pt

Etiquetas:

quarta-feira, agosto 23, 2017

GALA DO DESPORTO 2017

GALA DO DESPORTO 2017

Participe na escolha dos finalistas para cada uma das categorias. A seleção dos finalistas decorre até ao dia 31 de Agosto
Para participar basta preencher o inquérito online, no endereçohttps://goo.gl/GrPF7d
Mais informações através do número 964 038 645 ou mail desporto@cm-vilanovadepoiares.pt

Etiquetas:

terça-feira, agosto 22, 2017

Poiares vai ter cobertura total da iluminação pública em tecnologia LED

Sistema sem investimento do Município permitirá ainda poupança de custos e redução do consumo energético
O Município de Vila Nova de Poiares aprovou na última reunião do Executivo Camarário os projetos de execução das medidas de melhoria da eficiência energética na iluminação pública do concelho, que permitirão a implementação de tecnologia LED em todas as luminárias existentes. A medida foi aprovada com os votos a favor da maioria socialista e com a abstenção dos vereadores do PSD.
«Seremos um dos primeiros concelhos do país com cobertura integral da iluminação pública em tecnologia LED», avançou o Presidente da Câmara Municipal, João Miguel Henriques, explicando ainda que «para além de não ter custos para o município, dado que será suportada pela ESE (Empresa de Serviços de Energia) que ganhou o concurso público, permite uma poupança energética na ordem dos 60%». Acrescentou ainda que «com esta medida vamos ter uma poupança superior a 1,2 milhões de euros durante os 12 anos do projeto, valor que permitirá cobrir na totalidade o investimento, não havendo por isso custos adicionais para o Município».

Na reunião da Câmara Municipal esteve presente um técnico da empresa que fez uma apresentação do projeto a implementar, onde realça que «para além de uma poupança garantida, haverá um acréscimo de fluxo luminoso de 5% na luminárias, o que permitirá uma melhor iluminação e redução do consumo energético».

A decisão de religar todas as luminárias já tinha sido tomada, no entanto, com este sistema pretende-se ir mais longe, garantindo melhor qualidade de luz, ao mesmo tempo que se poupa nos custos energéticos. «Finalmente vamos poder devolver aos poiarenses a iluminação pública totalmente reposta, sem luminárias desligadas e com ganhos significativos de eficiência e poupança energética, em tecnologia LED não poluente», afirmou.

Lembrou que esta era uma medida fundamental, dado que «era urgente corrigir uma medida errada da anterior gestão com enormes impactos negativos na qualidade de vida e bem-estar dos poiarenses», recordando, que a reposição da iluminação é uma das principais reivindicações que tem sentido por parte das populações desde que tomou posse.

Refira-se que o sistema a implementar irá substituir e modernizar todas as luminárias existentes, dotando-as da mais recente tecnologia, com altos níveis de performance, não poluente, difundindo uma luz branca (ao invés da atual de tom amarelado), com difusores verdadeiramente eficientes que garantem melhor qualidade de luz e níveis de iluminação adequados aos diferentes locais de instalação, graças ao sistema de telegestão integrada.

Etiquetas:

segunda-feira, agosto 21, 2017

APLICAÇÃO DE MEDIDAS FITOSSANITÁRIAS EXTRAORDINÁRIAS

APLICAÇÃO DE MEDIDAS FITOSSANITÁRIAS EXTRAORDINÁRIAS


Tratamento preventivo de Citrinos Contra a Psila Africana dos Citrinos (Trioza Erytreae - Del Guercio)

A Trioza erytreae (Del Guercio), ou psila africana dos citrinos, é um insecto considerado de quarentena para os citrinos (limoeiro, limeira, laranjeira doce e azeda, tangerineira, toranjeira e cumquates) e outros hospedeiros pertencentes à família das Rutáceas, provocando estragos muito graves. Este insecto é vector da bactéria causadora da forma africana da doença conhecida como Citrus Greening (Candidatus
Liberibacter africanus Jagoueix, Bové & Garnier), uma das doenças mais destrutivas que ocorre em citrinos. As perdas na produção são muito elevadas, podendo mesmo inviabilizar totalmente a produção de citrinos caso não sejam tomadas medidas de controlo efetivas. A praga encontra-se presente nas freguesias de Cortegaça, Esmoriz e Maceda, e na União das freguesias de Ovar, São João, Arada, São Vicente de Pereira Jusã e Válega, no concelho de Ovar; nas freguesias da Torreira, Bunheiro, Monte e Murtosa, no concelho da Murtosa; na freguesia de Pardilhó no concelho de Estarreja e nas freguesias de Aradas e S. Jacinto no concelho de Aveiro. Presentemente a praga foi detectada numa freguesia de Arcos e Mogofores do concelho de Anadia, implicando a delimitação de uma nova Zona Demarcada para o vector Trioza erytreae.

Face ao acelerado ritmo de progressão deste insecto, foram determinadas as seguintes medidas de prevenção para os concelhos de Coimbra, Lousã, Miranda do Corvo e Vila Nova de Poiares, localizados a sul da nova Zona Demarcada:
- Foi definida uma zona envolvente aos viveiros existentes nestes concelhos correspondente ao conjunto de todas as suas freguesias tendo como base uma zona circundante com 3 km de raio a partir de cada viveiro onde se deverá assegurar a total isenção da presença da praga.
Entre os 3 km e os 5 km de distância dos viveiros será feita uma prospecção oficial intensiva, para detecção precoce de qualquer sinal da presença da praga e adopção imediata de medidas de erradicação (podas/tratamentos), com a colaboração dos viveiristas e municípios;
- As plantas de viveiro devem ser produzidas em locais registados oficialmente e sob protecção física completa (tendo como referência uma malha de 45-50 mesh para essa protecção), que previna a entrada da Trioza. Dentro do viveiro e num raio de 200 metros em redor do viveiro serão realizadas, pelo menos, duas inspecções oficiais por ano para verificação de ausência de sintomas da presença de Trioza;
- Sem a devida protecção e no caso de se detectar presença de Trioza nas áreas dos viveiros (num raio de 3km) será impedida a movimentação/retirada de plantas cítricas;
- Devem ser realizados tratamentos fitossanitários preventivos em todas as árvores de citrino e plantas de viveiro nos concelhos atrás referidos com produtos fitofarmacêuticos homologados, como sejam o ACTARA 25 WG (tiametoxame), o CONFIDOR O-TEQ (imidaclopride),
o NUPRID 200 SL (imidaclopride) ou EPIK SG (acetamiprida), ou, caso não tenha cartão de aplicador, POLYSEC ULTRA PRONTO, tendo o cuidado de molhar completamente os ramos. O tratamento deve ser repetido 2 a 3 semanas depois, conforme preconizado pelo produto fitofarmacêutico em questão, alternando as substâncias ativas e mantendo registo dos tratamentos efetuados;
- Caso seja inviável a realização de tratamentos fitossanitários é aconselhável o arranque e queima das árvores;
- Comunique a existência de árvores de citrinos abandonados.
Para qualquer esclarecimento adicional relativo a este assunto, os interessados deverão contactar a Divisão de Apoio à Agricultura e Pescas através do endereço de e-mail: daap@drapc.min-agricultura.pt ou qualquer outro dos contactos indicados em rodapé.
Apenas com a activa colaboração de todos será possível travar a dispersão desta grave praga.

domingo, agosto 20, 2017

Aprovada candidatura Centro 2020 para Expansão da Zona Industrial

Financiamento de 1,5 milhões de euros é a maior comparticipação atribuída entre todos os municípios da CIM
O Município de Vila Nova de Poiares viu aprovada, pelo Programa Operacional Regional do Centro - Centro 2020, a candidatura do projeto para expansão da Zona Industrial – Polo II, designado por “Smart Growth”, num investimento global de cerca de 1,9 milhões de euros.
Dos seis milhões de euros destinados à região de Coimbra, coube ao projeto de Vila Nova de Poiares, receber uma comparticipação financeira de 1,5 milhões de euros e representando o maior valor de financiamento conseguido no âmbito dos 19 municípios que compõem a CIM-Região de Coimbra.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares, João Miguel Henriques, «é uma excelente notícia, que vai permitir um importante impulso do parque industrial, e é o reflexo do trabalho que tem sido feito na aposta do desenvolvimento económico e captação de investimento, que se irão traduzir na capacidade de criar mais riqueza e gerar mais emprego», referiu.

Lembrou «o esforço e empenho colocados não só na criação de condições para o desenvolvimento e crescimento das empresas já instaladas (como é o caso da ampliação de instalações de empresas em Poiares), como fundamentalmente na implementação de condições de confiança e credibilidade necessárias para a captação de novos investidores, que com a expansão do atual parque industrial finalmente poderão iniciar os seus investimentos e dotar o concelho de mais empregabilidade e contribuir para alvancar ainda mais o desenvolvimento económico do concelho».

Acrescentou que, «finalmente começam a ser visíveis os ‘frutos’ do trabalho que temos desenvolvido ao longo destes ultimos quatro anos e, ao contrário do que alguns faziam crer, a aposta na transparência, na verdade e no rigor da gestão, não prejudicou o desenvolvimento económico, nem a atração de investimento, antes pelo contrário, como agora se comprova».
De acordo com o projeto cuja candidatura agora foi aprovada estão previstos novos e importantes investimentos a instalar no Polo II da Zona Industrial, nomeadamente a criação de um parque logístico e a instalação de um projeto ligado à energia fotovoltaica.

Etiquetas: ,