sexta-feira, outubro 30, 2009

Reunião extraordinária da Assembleia de Freguesia

Hoje, 30 de Outubro de 2009, vai reunir em sessão extraordinária a Assembleia de Freguesia de Lavegadas pelas 21:00 horas na sede da Junta de Freguesia de Lavegadas, com a seguinte ordem de trabalhos:

  • Tomada de posse de membro da Assembleia que faltou à reunião de tomada de posse
  • Regimento da assembleia de freguesia para esta legislatura
  • Representatividade na Confraria da chanfana no Secretariado do Executivo
  • Representatividade na Associação de Desenvolvimento Integrado de Poiares (ADIP)
  • Representatividade na Associação Nacional de Freguesias
  • Representatividade na Associação de produtores florestais de Poiares

quinta-feira, outubro 29, 2009

Candidatura ao Campeonato do Mundo de 2018 e 2022

As Eleições no Centro de Convivio foram há já 3 anos

A R R A S O U......A R R A S O U......A R R A S O U......
Esmagadora maioria 95,12%.
Grande Voto de Confiança


Foi com esmagadora maioria 95,1 %, que a nova comissão foi eleita. Apenas uma lista concorreu às eleições para o Centro de Convívio, daí que os boletins de voto apenas tivessem as opcções de voto; Sim e Não, onde as pessoas escolheriam se votavam nessa lista ou não. Número de Votantes: 41

Sim - 39
Não - 2


O número de votantes superou as expectativas.Teve-se 41 Mouramortinos a participar na eleição. As eleições eram de tal forma consideradas importantes que se deslocou do Brasil à Moura Morta quase propositadamente o Sr. Américo Barata (Sabino) e família afim de participar nas mesmas. O habitante mais velho foi o Joaquim Moleiro (81 anos), mas esta idade pouco nos revela, pois a sua jovialidade e a sua energia de viver está à vista, o mesmo se poderá dizer da Quitas da Lomba com os seus 83 anos que também não deixou de participar para que as eleições fossem um êxito. O Centro de Convívio da Moura Morta têm indigitada a partir de hoje uma nova direcção e que tomará posse oportunamente, sendo constítuida por:

D I R E C Ç Ã O
  • Presidente: José Carlos da Costa Almeida (Marido da Luisa)
  • Vice-Presidente: António Alexandre Rosa Silva (Marido da Nazaré)
  • 1º Secretário: Dina Conceição Mateus Coelho (Filha do Ti Virgílio Coelho)
  • 2ºSecretário: Faustino dos Santos (Vale de Escuro)
  • Tesoureiro: Carlos Alberto Ferndandes (Filho da Ti Virgílio)
  • Vogal: José António Lomba Lucas ( Fundador)
  • Vogal: Cristina Martins de Oliveira ( Mulher do Tonito)
A S S E M B L E I A G E R A L
  • Presidente : Àlvaro C. Ferreira dos Santos
  • 1º Secretário: Luis Filipe Henriques Santos
  • 2º Secretário: Hélder Rodrigo Lopes
C O N S E L H O F I S C A L
  • Presidente : César Granjeio
  • 1ºSecretário: Mário João Dinis
  • 2º Secretário: Alcibíades Oliveira
V O G A I S
  • - André C. Pereira
  • - Luis Manuel Costa Santos
  • - Tiago Fernandes Rei
  • - Sérgio Miguel Martins dos Santos
  • - José Luís Santos António

Etiquetas: ,

domingo, outubro 25, 2009

Primeira reunião da Nova Junta de Freguesia

A reunião começou já passavam 30 minutos da hora prevista (17:00h), por faltarem ainda os elementos que concorreram pelo partido Socialista, Sr. Joaquim Reis e Sérgio Martins dos Santos.
Após o inicio da reunião foi lido pela presidente da mesa, Sandra Laranjeira, o pedido de renuncia do cargo por parte do Sr. Quim Reis(que foi enviado através de oficio para a junta de freguesia), pedido esse que alegava motivos pessoais, profissionais e para além disso não querer que o seu nome e a sua pessoa fossem desrespeitados e enxovalhados.
Na ausência do Sr. Quim virá ocupar o seu lugar a Anabela da Ponte da Mucela, filha do Ti António Carvalho.
Elementos Eleitos para a Junta de Freguesia:
  • Álvaro Rei - Moura Morta - Presidente
  • José Carlos - Moura Morta - Secretário
  • Ana Luísa Mendes - Mucela - Tesoureira
  • Sandra Laranjeira - Mucela - Presidente da Assembleia
  • Sérgio Silva (Vitalino) - Barreio/Mucela/Moura Morta - 1º Secretário
  • Joaquim Reis - Renunciou
  • Anabela Carvalho - Ponte de Mucela - Vogal
  • Sérgio Martins dos Santos - Moura Morta - Vogal
  • José Brito Alves (Beto) - Barreiro - 2º Secretário
  • José Laranjeira - Mucela - Vogal
  • José Matos Correia - Mucela - Vogal
Faltou à tomada de posse - Sérgio Martins dos Santos - Moura Morta.
Após a chamada dos elementos eleitos e que foram eleitos constatou-se que um dos elementos renunciou e faltou o elemento eleito nas Listas do Ps - Sérgio Martins dos Santos, estando nesta reunião o PS representado pela Anabela.
Após a Leitura da carta de renuncia a presidente da mesa passou deu posse ao candidato mais votado, neste caso foi o mouramortino Álvaro Rei.
Foi apresentado pelo Álvaro uma lista para o executivo da Junta que foi aprovado por unanimidade assim como também foi aprovado por unanimidade a Sandra Laranjeira para Presidente da mesa da Assembleia o Sérgio Silva para primeiro secretário e o Beto para segundo secretário.
Após isso foi feita a tomada de posse dos elementos presentes:

Presidente da Junta - Álvaro Rei

Álvaro Rei, Sandra Laranjeira, José Carlos

Álvaro Rei, Sandra Laranjeira, Ana Luísa

Sérgio Silva (Vitalino)

Álvaro Rei, Sandra Laranjeira, Anabela Carvalho

sábado, outubro 24, 2009

Os Javalis da Moura Morta

Javali (djabali, montês, Sus scrofa) é um mamífero artiodáctilo, suiforme e suídeo de médio porte e corpo robusto. É a mais conhecida e a principal das espécies de porcos selvagens.



É considerado como o antepassado a partir do qual evoluiu o actual porco doméstico (Sus domesticus ou Sus scrofa domesticus). O javali tem ampla distribuição geográfica, desde a Europa, zona do Mar Mediterrâneo até à Ásia e Indonésia.



Distribui-se desde a Europa até a Ásia central, e do Báltico até o Norte da África. Há uma subespécie hindu (Sus scrofa cristatus) que habita a Índia e o Sri Lanka. Todas as variedades de porcos domésticos são originárias dessas duas formas.

O javali passa grande parte do dia fossando a terra em busca de plantas e animais, e torna-se furioso quando perturbado. Tem uma cabeça relativamente grande, triangular e boca provida de caninos grandes. A pelagem é rija e é de cor acastanhada. os filhotes apresentam cor de terra clara com listras negras.

É um animal omnívoro, com preferência por vegetais. Pesa entre 130 e 200 kg e mede entre 125 e 180 cm de comprimento para cerca de 100 cm de altura. O tempo de vida médio é de cerca de 20 anos. Os javalis são animais gregários que vivem em grupos familiares de cerca de 20 indivíduos de algumas fémeas e suas crias. Os machos vivem isolados e juntam-se aos grupos apenas na época de reprodução que decorre no Outono.

Desde a Antiguidade Clássica à Idade Média, o javali foi sempre considerado como espécie cinegética de prestígio, especialmente os machos adultos que eram vistos como o paradigma da coragem e bravura. Antes do advento das armas de fogo, o javali era caçado usualmente com um tipo de lança específico para o objectivo. A caça ao javali é ainda hoje em dia muito popular.

sexta-feira, outubro 23, 2009

Casa Rústica para Venda - Moura Morta

Casa da Ti Laurinda e do Ti Antonio "Chouriça" para Venda ou para os mais antigos, a Casa do Ti Julio Marajó.
  • Localização: Moura Morta, Coimbra, Portugal
  • Data de publicação: Outubro 2
  • Preço: € 75.000

Vila Nova de Poiares, Moura Morta, 1000m² a. bruta, 500m² a. útil, 500m² terreno, casa anterior a 1920.

Casa rústica, anterior a 1920, composta pela casa com 3 quartos arrumos, cozinha rústica independente com forno, WC independente, garagem, terraço, capoeira, pocilga, curral, adega, horta, terreno e poço. Para reconstrução. Foi ampliada em 1980.

Zona protegida.








Javalis - Carreiros de Passagem

J A V A L I S
Nome comum: Javali (sus scrofa)
Outras designações: Porco-montês, javardo, porco-bravo
Peso: 250 Kg macho, e 150 Kg a fêmea
Comprimento: 1 – 1,5 metros
Altura máxima do garrote: 1 metro

Mamífero originário do Norte de África e sudoeste da Ásia. A sua área de distribuição estende-se por quase toda a Europa à excepção das zonas mais a Norte – onde se extinguiu por volta do século XIV. Foi introduzido nos E.U.A. e Austrália (onde se tem verificado com alguma frequência o cruzamento com outros porcos, quer domésticos quer assilvestrados). O repovoamento da serra da Lousã, trouxe até à Moura Morta, variadissimos exemplares. É vê-los na ribeira de Sabouga , nas Quelhas e na Vinha.Pelos estragos que causam há quem monte armadilhas ( vulgo laços, para os apanharem).

Nos últimos anos as suas populações têm aumentado consideravelmente. A recente evolução das populações ibéricas é um bom exemplo desta tendência, pois é comum um pouco por todo o País, mesmo nas zonas onde há muito não era avistado.
O êxodo de grande parte da população rural para as grandes cidades, conduziu ao abandono progressivo das práticas agrícolas ancestrais e a uma diminuição do número de cabeças de gado, causando mudanças drásticas no uso do solo e na estrutura da vegetação (muitas vezes tornando-se mais favoráveis para o javali).
Pode viver entre 20 a 25 anos, embora no estado selvagem não costume viver tanto tempo.
É essencialmente de hábitos nocturnos, podendo ser avistado com maior frequência ao nascer e ao fim do dia. Na altura da reprodução, ou quando existe fraca disponibilidade alimentar, são mais facilmente observáveis, pois os animais são obrigados a percorrer maiores deslocações.
Nas nossas latitudes a gestação dura cerca de quatro meses, nascendo as crias entre Fevereiro e Abril (com um pico de ocorrência em Março). Uma fêmea pode ter 8 a 10 leitões, embora o número médio se situe entre os 3 a 6, sendo a ninhada maior nas populações do Norte da Europa. A fêmea esconde normalmente a sua ninhada em zonas de densos matagais


É omnívoro, sendo a sua lista de alimentos grande e diversa. Os alimentos de origem vegetal são a base da sua dieta, que pode ser composta por plantas (ou parte delas), frutos (como a castanha, as bolotas e azeitonas), insectos, moluscos, pequenos mamíferos, aves (ovos) e, por vezes, carne em decomposição. A componente animal é sempre menor que a vegetal, e complementa esta, pois é rica em proteínas.
No geral, o javali come o que estiver mais disponível.
A sua alimentação varia de local para local, e durante o tempo. Esta variação parece ser o reflexo de diferentes disponibilidades de alimento.
A carne de javali é também muito apreciada (pois tem menos gordura, quase não tem colesterol e é bastante rica em proteínas e sais minerais), sendo a sua criação para consumo directo uma actividade que vai crescendo de importância
O combate ao furtivismo, actividade que tem um grande impacto nas nosso dias nas populações selvagens desta espécie, assume também uma relevância grande, e, infelizmente, temos de disponibilizar mais meios para a erradicação dessa prática, apostando não só na fiscalização mas também na prevenção.

quinta-feira, outubro 22, 2009

Obras Junta de Freguesia - Igreja Nova

CONSTRUÇÃO DO ARMAZÉM PARA A FREGUESIA

A Freguesia de Lavegadas, tem a necessidade de proceder à construção de um armazém, com a finalidade de garagem, e armazém para os materiais da Junta de Freguesia.

Esta construção vai ser realizada ao lado da Sede da Junta de Freguesia, e é de salientar que esta só será possivel graças à cedência de uma parte do terreno, cedida pela Senhora Arminda Fernandes do Nascimento Marques, residente em Mucela.

A Sede da Junta de Freguesia posteriormente também irá ser alvo de algumas remodelações, para assim garantir uma melhor qualidade dos seus serviços, prestados aos cidadãos da nossa Freguesia.

As obras para a construção do armazém já tiveram início, com a ajuda do Município de Vila Nova de Poiares.


Inicio da Construção do Armazém - Junho 2009



Retirado do site da Junta de Freguesia de Lavegadas

Agora a obra já têm a primeira placa assim que possível iremos colocar mais fotos.

terça-feira, outubro 20, 2009

Uma Tourada à Corda dos nossos amigos Açorianos

ESTES AÇORIANOS CADA VEZ ESTÃO MELHORES.
QUAL LARGADAS DE S. FIRMINO, QUAL QUÊ?
ISTO É O MÁXIMO E COM ESTES EFEITOS SONOROS É DE REBOLAR!!!!!!

Obras Junta de Freguesia - Barreiro

Foto tirada antes do inicio da construção do futuro parque infantil do Barreiro.

O espaço foi cedido à Junta de Freguesia de Lavegadas e consequentemente às populações pelo Sr. JoaQuim Reis na legislatura do Jorge Gonçalves.

Barreiro


Barreiro

Barreiro

Fotos retiradas do site da Junta de Freguesia

segunda-feira, outubro 19, 2009

Obras Junta de Freguesia - Mucela

Limpeza da estrada e construção do regadio

Mucela









Sr. Armindo Mendes
Retirado do Site da Junta de Freguesia

domingo, outubro 18, 2009

Rio de Janeiro - Jogos Olimpicos 2016

Filme promocional apresentado ao comitê olímpico internacional: Como o Rio de Janeiro foi sendo promovido, na expectativa de ser escolhido para sediar as Olimpíadas de 2016. O filme está muito bem feito e a cidade, que continua linda, ajuda bastante... http://www.youtube.com/watch?v=SrcYBHIt-Vs&hl=pt-br&fs=1&

sábado, outubro 17, 2009

Familia do CANEIRO


FAMÍLIA DO CANEIRO


Família oriunda das Moendas da Costa Alta que veio viver para o Caneiro. Eram oito filhos que nasceram na casa que se encontra mais perto do Rio.
As paredes em ruína dessa casa ainda podem ser vistas. Os novos proprietários fizeram uma casa-barracão encostada à casa não a tendo assim recuperado.

Os filhos foram:
1- Maria Rita casada com António Serra que tiveram os filhos,
*Delfina Serra que viveu na Moura Norta
*Joaquim Serra que foi viver para a Gândara de Mucela e posteriormente em São Miguel
*Antonino Serra que viveu na Moura Morta na casa de Miro
*Maria que casou e foi para Lisboa
2- Ludovina casada com Quintino ( 2ª casa em ruínas no Caneiro) . Não tiveram filhos
3- Albino casada com Guilhermina. Casa grande que agora vai ser recuperada pela Quinta da Carvalha.
* Augusta casada com o Fausto do Feijoeiro. Foi viver para a zona de Arganil
* Raimundo falecido novo
4- João casado com Emília ( casa de baixo em ruínas ) . Não tiveram filhos
5- Guilhermina, mãe solteira que teve uma filha do Ramos Catraia e foi viver para o Calvário na Igreja Nova.
* Herminia que foi para o Brasil
6- Piedade casada com António veio viver para a Moura Morta. Teve como filho
*Alfredo Sabino.
7- Jose Henriques veio casar na Moura Morta com Margarida da casa dos Jorge Coimbra da Rua de Cima. Construiu a Casa da Vinha e teve como filhos
*Armando falecido em solteiro
*Piedade.
8- Maria Jose casada com Ramos Catraia que foram viver para a Ponte da Mucela numa casa que foi demolida há poucos anos pelo proprietário .Tiveram como filhos,
*João e Mario falecidos solteiros
* Augusto (mandou construir a actual casa do José António na Ponte),
* Alvaro Catraia que viveu em Coimbra
* Eduarda que viveu na Ponte de Mucela e teve 10 filhos
* Herminia casou na Moura Morta e construiram a casa do Vale de Escuro,viveu no Brasil e regressou com uma filha, construindo depois casa na Ponte de Mucela. Viveu por fim em Santa Clara em Coimbra.
* Virginia casou e viveu na Ponte de Mucela
* Maria Jose ( que foi para o Brasil em nova)
É curioso que muitos dos actuais descendentes da família do Caneiro ( ano de 1842 ) não faziam a minima ideia que eram provenientes de uma grande família.

MARIA RITA
Antonio Serra

DELFINA
Antonio

Adelina e Jose

ANTONINO
Felicidade
Augusto e Joaquim (falecidos solteiros)

JOAQUIM
Mabilia
Augusta , Olivia , Prudencio e Mª Natividade

MARIA
Moiteira da CP
LUDOVINA
Quintino
(Näo tiveram filhos)

ALBINO
Guilhermina
AUGUSTA
Fausto
( 2 Filhos)

RAIMUNDO

JOÄO
Emilia
(Näo tiveram filhos)

GUILHERMINA
Ramos Catraia
HERMINIA
David
Eunice , Jose e Hamilton

PIEDADE
Antonio
ALFREDO

Deolinda
Zezita e Americo

JOSE HENRIQUES
Margarida
ARMANDO (Morreu Solteiro)
PIEDADE
Americo
Leonel , Albino e Alvaro

Maria JOSE
Catraia
AUGUSTO (Näo tiveram Filhos) Falecidos no Brasil
Mª Alzira Mandou construir casa da Ponte
Mª JOSE
Abel
Antonio,Augusto,Eduardo,Joaquim e Arnaldo
VIRGINIA
Manuel
Alice,Jose,Alvaro,Alzira,Augusto e Antonio
EDUARDA
Anselmo
Maria,Virginia,Americo,Alvaro,Antonio

Albino, Aida,Jose, Mario,Joäo e Odete
JOÅO (Morreu Solteiro no Brasil)
MARIO (Morreu Solteiro no Brasil)
HERMINIA
Augusto
Fernando,Jose,Manoel,Mario e Alice

ALVARO
Altina
Jose , Artur e Mª José

sexta-feira, outubro 16, 2009

Jaime Soares responde por licenças de habitabilidade

O presidente da Câmara de Poiares, Jaime Soares, começou a responder, hoje, em Penacova, ao abrigo de um processo relacionado com a emissão de licenças de habitabilidade.

No âmbito de um inquérito, aberto pela Polícia Judiciária, ao abrigo do qual foi deduzida acusação pelo Ministério Público (MP), o arguido está sob suspeita de ter acatado a emissão de licenças de utilização de fogos por concluir. Para o MP, o autarca ter-se-á comprometido a licenciar a habitabilidade de edifícios mediante termo de responsabilidade subscrito por um engenheiro e parecer favorável dos Serviços Técnicos da Câmara poiarense.

Ao abrigo do artigo 64º. do Regime Jurídico da Urbanização e Edificação (RJUE), a concessão de licença de utilização não depende de prévia vistoria municipal, mas o presidente de Câmara pode determinar a realização da mesma caso a obra não tenha sido inspeccionada no decurso da sua execução. Há ainda lugar a vistoria se dos elementos constantes do processo ou do livro de obra resultarem indícios de que a mesma foi executada em desconformidade com o respectivo projecto e condições da licença ou com as normas legais e regulamentares que lhe são aplicáveis.

A emissão de licenças de habitabilidade é tida, hoje em dia, segundo as juristas Maria José Castanheira Neves, Fernanda Paula Oliveira e Dulce Lopes, como um “acto consequente”.

O artigo 65º. do RJUE estabelece que as conclusões da vistoria são obrigatoriamente seguidas na decisão sobre o pedido de licenciamento ou autorização de utilização.

Segundo a doutrina perfilhada pelas referidas juristas, a realização de vistoria é encarada pelo artigo 64º. do RJUE como um cenário eventual, “sempre dependente de um juízo de oportunidade da responsabilidade do presidente de Câmara”. Maria José, Fernanda Paula e Dulce Lopes assinalam que o RJUE transfere para os técnicos (em primeira linha para o responsável pela direcção técnica da obra) o ónus de efectuar todas as diligências necessárias a instruir e fundamentar a declaração que lhe é exigida.

Em comentário ao Regime Jurídico da Urbanização e Edificação, as autoras defendem que a legislação devia ser mais exigente neste ponto.

quinta-feira, outubro 15, 2009

Um olhar sobre o Caneiro

quarta-feira, outubro 14, 2009

menina

Resultados nas Freguesias Vizinhas

Vila Nova de Poiares
São Miguel

Num Concelho onde o PSD tem grande tradição esta Junta de Freguesia é a única onde o Ps ganha e aumentou a sua votação 2,8%.

Arganil

Pombeiro da Beira


Embora o Psd tenha baixado 14,46% continua com um resultado de vencedor inequívoco.

Penacova
Friúmes

Em Friúmes a Junta de Freguesia mantêm-se firmemente no Psd, com um resultado muito bom, embora tenha tido relativamente ao acto eleitoral anterior uma perda de 4,3 %.

Arganil
São Martinho da Cortiça

São Martinho da Cortiça deverá estar entre as freguesias com maior percentagem de votação a nível nacional, subindo da última eleição para esta quase 8,5%, atingindo desta forma um resultado histórico.

segunda-feira, outubro 12, 2009

São Martinho da Cortiça

RUI FRANCO

Presidente da junta de freguesia

Uma terra com “muito potencial de desenvolvimento”
Há quatro anos havia pouco, muito pouco. Faltava o saneamento, as infra-estruturas e até as ruas estavam muito degradas. Passado, hoje o futuro é risonho.
É com o lema “quem faz as obras são as pessoas não as bandeiras políticas” que Rui Franco encara a vida. E a sua, desde há quatro anos para cá, que passa pela Junta de Freguesia de São Martinho da Cortiça. Gosta. Quer mais e por isso decidiu avançar com a recandidatura. Mas, antes de pensar no futuro há que olhar para o passado. Fazer uma viagem no tempo. Retroceder. Há quatro anos havia muito pouco. São Martinho da Cortiça era “uma terra deprimida”, “não tinha projectos para o futuro”. Passado. Rui Franco agora fala em dinamismo, em empenho, em desenvolvimento. Resumindo, “São Martinho da Cortiça desenvolveu-se de uma forma extraordinária”. Factos. A estrutura é essencial, mas muito poucos tinham acesso ao saneamento. A taxa, há quatro anos, andava na ordem dos cinco por cento. Hoje, já chega aos 10 por cento. Uma subida que não vai de certo ficar por aqui. No entanto, e porque a implantação do saneamento está a ser feita de forma graduada, a junta decidiu inovar. O sistema é original, um equipamento – composto por uma tractor uma cisterna – recolhem os resíduos e despejam tudo numa ETAR. Acabam-se os problemas, pelo menos parte deles. Numa freguesia extensa, são 23 lugares, as “pessoas não têm culpa de não ter o saneamento”, afirma Rui Franco. Logo, apenas por 1,25 euros na factura da água o equipamento da junta põe um ponto final no problema dos resíduos. Mas, atenção: “a solução não é definitiva, é transitória. Queremos mesmo saneamento em toda a freguesia e vamos fazê-lo”, palavra de presidente de junta.

Educação de ponta
Primeiro o saneamento, agora a educação. A obra já tinha começado, aliás o edifício até já estava de pé. Mas, houve alterações. O Centro Escolar de São Martinho da Cortiça, que abriu portas em Setembro de 2008, é um dos orgulhos da terra. O edifício de “excelência” e “moderno” contempla jardim-de-infância e ensino básico. Diariamente, mais de 80 crianças têm à sua disposição quadros interactivos, condições únicas e acolhedoras. Na estrutura que era para ser o centro, algo vai nascer. A lógica é, e segundo as palavras de Rui Franco, rentabilizar investimentos. Tudo está a andar e resta apenas os arranjos exteriores. O Centro Cultural de São Martinho da Cortiça é (quase) uma realidade. Salas de espectáculos, teatro um auditório com 400 metros quadrados. Objectivo: “servir as pessoas no que toca à cultura”. E se antes espaços assim eram uma utopia é “graças à família Dias da Cunha” que sonhos se têm tornado realidade. Por exemplo, existe um parque desportivo porque o terreno foi cedido pela família. Existirá Centro Cultural, previsões apontam para finais de 2010, também graças ao terreno da mesma família. O povo agradece. Saneamento, educação e porque não lazer? No passado, e não faz muito tempo, as pessoas queriam comer fora, junto da natureza, não podiam. Não haviam estruturas que o possibilitassem. Já lá vai. O primeiro parque de merendas situado nos Poços é real. Preparou-se a terra, plantaram-se árvores, estão a colocar-se mesas e mais tarde virá a churrasqueira. Afinal, numa terra onde a mancha verde é grande e se recomenda, há que saber tirar proveitos.

Turistas a não perder de vista
A Barragem de Fronhas entrou em funcionamento em 1985. O ordenamento da Albufeira das Fronhas ficou concluído mais de 20 anos depois. Está aberto o caminho para o aproveitamento turístico com regras. Exemplo, “até aqui era impossível mexer uma pedra”, explica o autarca de São Martinho da Cortiça. Agora, “o trabalho começado em termos legais vai continuar em termos práticos”. Seguramente no próximo mandato a zona irá desenvolver-se. Desporto náutico, pesca, muito lazer. O mega projecto de aldeamento na Albufeira das Fronhas, um consórcio inglês, aguçará “o investimento privado”. Números: um investimento de cerca de 20 milhões de euros, 600 camas, perto de 100 postos de trabalho directos. As barreiras burocráticas estão ultrapassadas e no próximo ano é de esperar que o projecto entre na autarquia para ser aprovado.

OBRAS
“Trabalho para continuar”
Ruas sem nome, muito poucas placas. Numa afirmação, falta de sinalização. Há quatro anos a toponímia era uma palavra, transformada em facto, que não existia. Apenas uma aldeia estava sinalizada, e “por sinal foi um particular que a implementou”, afirma Rui Franco.
Hoje, e depois de muito trabalho feito, mais de 90 por cento da freguesia tem toponímia implementada. “Nos dias que correm é importante”, sublinha o autarca que não deixa de expressar um “grande obrigado” pela ajuda prestada pelas intuições da freguesia na escolha dos nomes e na consulta da população.
Mas antes de virem as placas, tratou-se do arranjo. Ruas esburacadas? Problema resolvido. Mais de 85 das ruas estão pavimentadas, um trabalho que não se concentra só na sede de freguesia. Aliás, Rui Franco garante que o seu executivo sempre procurou fazer trabalho nas diferentes localidades. Máxima: “igualdade para todos” e “investir de “uma forma equilibrada e justa”.
Entretanto, a rua principal de São Martinho da Cortiça foi arranjada. Ganhou dignidade, garante quem a conhece bem. Levou calçada, foi recuperada. O edifício sede da junta de freguesia também, sem esquecer os jardins, um pouco por toda a terra.
Vive-se o presente, projecta-se o futuro mas não se esquece o passado. São Martinho de Árvore é uma terra com história, de história. Tanto que se “honra os antepassados”. Provas? Séculos depois, um pelourinho de Sanguinheda, outrora sede de concelho, voltou à vida. Esteve perdido, está actualmente na praça da terra, no “lugar de onde nunca devia ter saído”.

Mais apoios
A pobreza existe, as dificuldades passam muitas vezes despercebidas. A junta tenta estar a par de tudo. Assim, presta apoio a famílias carenciadas e faz o devido encaminhamento para as entidades competentes. Mas, quer-se fazer mais e melhor. É ideia de Rui Franco que num futuro próximo São Martinho da Cortiça tenha um gabinete social, uma estrutura dotada de pessoas competentes que virão à terra semanalmente. Objectivo: “facilitar contacto directo com a freguesia”.

Creche e lar a caminho

Ponto de situação: um gabinete de apoio social, melhor rede viária, empreendimento turístico na Albufeira da Fronha, mais saneamento. Porém, o futuro traz mais ideias, vontade de fazer melhor. Na área da educação, a vontade é ter uma creche na freguesia. Uma estrutura que sirva em simultâneo São Martinho da Cortiça e Pombeiro da Beira. Edifício existe. Das antigas instalações da escola de Pombeiras, nascerá a cresce. O acordo está feito com a Câmara Municipal de Arganil e com a Caritas Diocesana de Coimbra que será a entidade responsável pela instalação da cresce. Neste momento, o projecto de adaptação está a ser elaborado e as obras devem ser iniciadas já em 2010. Depois, falta um lar. A lacuna não é para ser eterna. Novamente aqui existe um acordo com Pombeiro da Beira, onde ficará o lar a servir ambas as populações. Contudo, e com ajuda de investimento privado, há possibilidade de São Martinho da Cortiça ter um lar na sua freguesia. Fizeram-se obras de manutenção na extensão de saúde da terra. “Mas não chega, queremos mais”. Palavras de Rui Franco que aos 39 anos não desiste de ter um outro edifício. O projecto para a nova extensão existe, o edifício da antiga Escola de São Martinho foi o local escolhido. Mais uma vez a lógica do “aproveitar o espaço e reinvestir, não esbanjar dinheiros públicos” a funcionar.

domingo, outubro 11, 2009

Eleições Autárquicas Lavegadas

Junta de Freguesia de Lavegadas

Presidente da Junta - Álvaro Rei

Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares
Presidente da Câmara- Jaime Soares

Assembleia Municipal

Veja aqui os resultados na sua Freguesia e no seu Concelho.

Veja aqui os resultados na sua Freguesia e no seu Concelho.

Etiquetas:

Confira o seu Numero de Eleitor

Os cidadãos portadores de Cartão de Cidadão ficam automaticamente inscritos na freguesia correspondente à morada que tenham indicado no pedido do referido cartão.

Os cidadãos detentores de Bilhete de Identidade válido que nunca se tenham inscrito no recenseamento eleitoral foram automaticamente inscritos na freguesia de residência indicada no Bilhete de Identidade.

Os jovens de 17 anos foram igualmente inscritos, podendo votar se, à data do acto eleitoral, já perfizeram 18 anos.

Confirme o seu número de eleitor, bem como a freguesia onde vota.


Pode fazê-lo em www.recenseamento.mai.gov.pt

ou enviando um SMS para 3838 [indicando: RE espaço n.º BI/CC espaço (data de nascimento = AAAA-MM-DD)].

Etiquetas: ,

sexta-feira, outubro 09, 2009

Último dia de Campanha

Hoje é o último dia de campanha eleitoral, depois de termos sido visitado por dois dos partidos (PS e PSD) que concorrem à Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares e à Junta de Freguesia de Lavegadas.
No passado Sábado a Equipa liderada pelo actual presidente e novamente Candidato Jaime Soares falou-nos das Lavegadas e de Vila Nova de Poiares:


Lavegadas:
  • As suas paisagens lindíssimas
  • A sua riqueza no que ao Rio Alva diz respeito
  • Valores de preservação do Rio e da Natureza - Pesqueiro de excelência
  • Atracção de Projectos Turísticos
  • O Excelente trabalho realizado pelo Álvaro Rei ao longo destes 4 anos com muita dedicação
Vila Nova de Poiares:
  • Do seu grande parque Industrial e de Qualidade do excelente acolhimento em Poiares, devido às condições que lhes são dadas para criação de riqueza
  • Aumento da Cultura Industrial
  • Do valor Humano das pessoas
  • Das escolas que existem
  • Grande ênfase dado ao aspecto Social e ao Associativismo
  • Orgulho do Edifício da Câmara Municipal
  • Bombeiros na Zona Industrial
  • Centro Cultural de Poiares que está à disposição das Populações
  • A lamentação da Abertura parcial do Centro de saúde.
  • A explicação da frase "Nossa Paixão"
  • Ele foi o gestor de um concelho que o povo elegeu democraticamente.
Sobre a Oposição:
  • Candidato a Presidente da Assembleia da Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares não apareceu durante 2 anos nas reuniões de Assembleia de Câmara
  • Não aceitaram o debate
  • Não deram entrevistas a nenhum dos Jornais da região
Ontem o Candidato do PS - Pires Monteiro esteve na Moura Morta com a sua equipa para uma sessão de esclarecimento:


Lavegadas:
  • O Quim começou por ler a carta de apoio à sua candidatura dada pelo Jorge Gonçalves, aquele que ele considera que foi o melhor presidente da Junta que passou pelas Lavegadas desde 1974.
  • O Quim disse que iria seguir o trabalho por ele realizado no que concerne ao apoio às populações, a carrinha para transportar os idosos para o posto médico
  • Voltar a oferecer os cabazes de Natal
  • Fazer obras ao longo da legislatura e não um mês antes.
  • Pessoa competente
  • Com capacidade de erguer projectos
  • Recuperação das Moendas e dos Caneiros ao longo do Rio
  • Dar especial enfoque ao Rio Alva - Pesca e outros
Vila Nova de Poiares:
  • Começou por dizer que existe uma falta de distribuição de dinheiros para as Juntas de Freguesia por parte do Executivo Camarário.
  • Quem tem uma equipa muito Jovem com pessoas formadas e com valor
  • Que Poiares têm e estar Primeiro
  • Legalização de todos os barracões e arrumos a custo zero.
  • Estrada de Ligação Poiares - Coimbra; Poiares IP3 - Saída de Miro Penacova
  • Se uma vez o Fluviário fosse feito a sua localização por excelência seriam as Lavegadas
  • A introdução das Cabras para limpeza das matas e actuação contra os incêndios
  • Saneamento Básico
Sobre a Oposição:
  • Que a distância da Lousã às Lavegadas é a mesma que a de Coimbra às Lavegadas caso as cancelas do comboio estejam fechadas na Lousã.
  • O "elevado" número de anos que o actual Presidente está à frente da Autarquia
  • A má relação com os concelhos vizinhos
  • Que não tratam de igual forma pessoas de cor partidária diferente
  • Não aceitam projectos e não os viabilizam se não forem de sua autoria

Carta recebida por email

Carta Recebida por email do Candidato do PS à Junta de Freguesia de Lavegadas - Quim Reis
O blogue transmitiu aos candidatos que publicaria toda a propaganda politica e informação desde que ela nos chegasse por email.

quarta-feira, outubro 07, 2009

Um Domingo Fantástico

Antes de mais quero agradecer a todos os que me ajudaram a que este Evento fosse um sucesso, à Luísa por se ter levantado tão cedo e por ter ido colocar as mesas, por ter ajudado na cozinha, à Ti Útilia que mesmo sem obrigação de ajudar está sempre pronta a participar, ao António da Nazaré e à Nazaré por terem ajudado a assar a Carne e em toda a logística, ao Ti André por toda a ajuda na preparação e à minha mãe, que foi por assim dizer uma voluntária à força, pela preparação do arroz de feijão, pelo arroz doce, pelos pudins e pela broa que cozeu, também queria agradecer o facto da minha mãe me ter "patrocinado"(oferecido) tudo isso.
Ao Dr. Tomás Andrade da Casa da Carvalha a oferta do Vinho para o almoço.

Pedro Sousa, João Pedro, Nuno Lima, mouramortino (Luís Filipe)

Pouco passava das 09:00h da manhã já o Nuno Lima (Dono do Café da Ponte da Mucela) se encontrava pela Moura Morta, tal era o entusiasmo de alguém que por aqui passou alguns momentos da sua juventude e que este domingo poderia ir visitar e recordar alguns desses bons momentos.
Pouco depois das 09:30 também o Eng. João Portugal e o João Pedro (candidato à Junta de São Martinho da Cortiça) e Pedro Sousa já se encontravam na Moura Morta.
Enquanto se trocavam alguns ideias e se falava com alguma apreensão de como iria ser a descida o eng. João Portugal foi captou uma a primeira imagem do protagonista do dia, o Rio Alva.
Caneiro da Moura Morta

Muito próximo das dez horas já o Centro de Convívio estava com muita gente que contavam os minutos para começar a descer o Rio Alva.

João Pedro, Luís, Luís Filipe, Nuno Lima, Rafael, Pedro Sousa

Como não poderia deixar de ser o Ti André, o homem que comanda o Bar do Centro de Convívio, e o anfitrião da Moura Morta fazia a recepção aos participantes.

Depois de todos terem chegado ao Centro de Convívio partimos em direcção à Barragem das Fronhas onde iria começar a descida e onde já nos esperavam alguns dos participantes. Foi com alegria que vi participar gente tão ilustre da nossa terra, do nosso Concelho e da nossa região.

Aqui o Mouramortino alertava o Dr. Patrick e o João Pedro sobre as trutas que se deslocam a Alta Velocidade e que podem com o embate virar as canoas.

Enquanto que alguns esperavam o inicio da descida com descontracção o Sr. Quim de Sabouga estava com alguma apreensão, nunca tinha andado de canoa e além disso não sabia nadar.

Antes de iniciarmos a descida para a parte de baixo da barragem aproveitamos para conversar um pouco e para falar sobre o que esperaríamos ou não encontrar no decorrer da descida.

Após a chegada dos últimos elementos iniciamos a descida até à parte de baixo da barragem.
Na foto podemos ver mais atrás o Dr. Patrick Dias da Cunha e a esposa a descerem em direcção ao rio na estrada de acesso ao rio.
Paredão da Barragem das Fronhas

O grupo no final da descida onde iria ser dada uma breve explicação sobre como manobrar as canoas.
O mouramortino foi apanhado enquanto preparava a sua máquina para tirar umas fotos para mais tarde recordar
mouramortino
Enquanto o Nuno preparava as canoas para iniciar a descida alguns dos elementos que participaram já tinham colocado o colete e já seguravam a sua pagaia.
Nuno

Nuno Duarte, Rafael, Álvaro, Dr. Patrick e esposa.
Nuno explicava aos participantes como agir em diferentes circunstâncias perante algumas adversidades.
Dr. Vasco Lucas, Diana, Luís Filipe e Nuno Duarte
Todos ouviram o Nuno com muita atenção e no final da explicação todos estavam preparados para dar inicio à aventura.
Grupo
Os minutos que antecederam a entrada na água.
Parece que os "manos Luís Filipe e Rafael estavam a fazer de guarda costas do Nuno Duarte.
Mouramortino alertava mais uma vez para as Trutas que circulam a grande velocidade nestas águas muitas vezes fora de mão.

Etiquetas: ,