segunda-feira, dezembro 22, 2008

A CAULE

A CAULE – Associação Florestal da Beira Serra congratula-se pela criação de mais 3 Zonas de Intervenção Florestal - ZIF, nomeadamente a ZIF Terra Chã, publicada em Diário da República a 2 de Dezembro, a ZIF Tábua Alva e a ZIF Mondalva, publicadas em Diário da República a 17 de Dezembro.

A Zona de Intervenção Florestal Terra Chã foi criada pela Portaria nº 1376/2008 de 2 de Dezembro, com área de 8276 ha. A esta ZIF aderiram 714 proprietários e produtores florestais e abrange as freguesias de Bobadela, Lagares da Beira, Lajeosa, Lagos da Beira, Meruje, Nogueira do Cravo, Oliveira do Hospital, Penalva de Alva, São Paio de Gramaços e Travanca de Lagos, do concelho de Oliveira do Hospital.

A Zona de Intervenção Florestal Tábua Alva foi criada pela Portaria nº 1470/2008, de 17 de Dezembro. Esta ZIF tem a área total de 4632ha e dela fazem parte as freguesias de Carapinha, Covelo, Espariz, Meda de Mouros, Mouronho, Pinheiro de Coja e Sarzedo, dos concelhos de Tábua e Arganil, e um total de 308 Aderentes.

A Zona de Intervenção Florestal Mondalva foi criada pela Portaria nº 1472/2008, de 17 de Dezembro. Esta ZIF tem a área total de 6798ha, abrangendo as freguesias de Oliveira do Mondego, Paradela, São Paio do Mondego, São Pedro de Alva e Travanca do Mondego, do concelho de Penacova, e um total de 484 Aderentes.

Com a criação das ZIF anteriormente referidas, a CAULE já tem neste momento 6 ZIF constituídas, somando-se às 3 agora criadas, a ZIF Alva e Alvoco, a ZIF Tábua Mondego e a ZIF Lourosa. A área total das 6 ZIF constituídas é de cerca de 33054ha e o nº total de Aderentes é de 2801. As Zonas de Intervenção Florestal visam, prioritariamente, a gestão sustentável dos espaços florestais por uma única entidade, atendendo sempre às especificidades locais e aos interesses dos Proprietários e Produtores Florestais. Os objectivos das ZIF são promover a gestão sustentável dos espaços florestais que as integram; coordenar, de forma planeada, a protecção dos espaços florestais e naturais; reduzir as condições de ignição e de propagação de incêndios; coordenar a recuperação dos espaços florestais e naturais quando afectados por incêndios; e dar coerência territorial e eficácia à acção da administração central e local e dos demais agentes com intervenção nos espaços florestais.

No âmbito do PRODER já estão abertos alguns concursos para diversas intervenções florestais, nomeadamente limpezas de matos e povoamentos, devendo os Proprietários Aderentes às ZIF acima mencionadas e já constituídas entrar em contacto com a CAULE – Entidade Gestora – para os Técnicos responsáveis por cada uma das ZIF avaliarem a possibilidade de se efectuarem os projectos para a obtenção dos apoios públicos.


Informação recebida por email

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home