sexta-feira, julho 11, 2014

Oregãos e suas utilidades

Oregãos provocam o 'suicídio' das células do cancro da próstata !!! 

  
Origanum vulgare
Família: Labíadas (Lamiaceae)

  Origem: O orégão é originário da Europa do Sul, e propagou-se até à Escandinávia e América Central e do Norte.
Localização Proxima: Na zona da Moura Morta há alguns pes na barreira da Capela e na berma do Ramal à Roda Grande. Em quantidade já se encontram no Ramal do Carregal para o Vimieiro. Tambem no fim do Ramal de Miro e ja no IP3 na subida das Aguas de Penacova e antes da Espinheira.
  Características: Este arbusto pode crescer até aos 50 cm de altura. Tem raízes espessas e cresce com facilidade. As flores são de uma cor rosada e formam-se nas umbelas. A planta contém, não só taninos e alcalóides, como também óleo essencial com thymol. Liberta um aroma intenso quando as folhas são esmagadas.



Sugestões sobre Espécies: A variedade "Album" tem flores brancas e cresce apenas até aos 30 cm de altura.A variedade "Aureum" tem flores amarelas e requer sombra parcial. A "Compactum" cresce apenas até aos 20 cm e é uma planta excelente para cobrir a terra. Habitat: O orégão só desenvolve o seu aroma quando cresce num local com temperaturas amenas, solarengo e seco. O solo deve ser arenoso, rico em nutrientes e húmido. Cultivo: Uma ou duas plantas são suficientes para uso doméstico. Pode germinar as sementes no interior no início da Primavera e, mais tarde, plantar os rebentos no exterior. Não os plante muito próximos uns dos outros, devem estar espaçados de 20 a 25 cm entre si. Tape as plantas com folhas ou ramos de árvores secos nos Invernos mais rigorosos, e pode-as na Primavera para que cresçam novos rebentos. Colheita: Pode colher as folhas mais recentes e as extremidades superiores para as secar durante o Outono, ou utilize-as frescas. Para que os orégãos tenham a melhor qualidade possível, colha-os antes de florirem, porque é nessa altura que o aroma é mais intenso. A planta é aromática mesmo depois de seca. Alternativamente pode preservá-la em óleo.

Orégãos provocam o 'suicídio' das células do cancro da próstata
Uma erva aromática demonstrou um efeito desconhecido no cancro da próstata. Um estudo conduzido nos EUA demonstrou que os orégãos levam as células cancerígenas ao 'suicídio'. Estará a cura contra este tumor no topo de uma pizza?
Um estudo conduzido na Long Island University (LIU), nos EUA, confirmou que os orégãos conduzem as células do cancro da próstata ao 'suicídio', abrindo a porta ao desenvolvimento duma terapia contra este tumor.
A descoberta seguiu-se a outras investigações que já tinham demonstrado que as pizzas ajudam a reduzir as hipóteses de contrair cancro, efeito que era atribuído a uma substância no molho de tomate. No caso dos orégãos, a substância que provoca o 'suicídio celular' é o carvacrol.

A equipa liderada por Supriya Bavadekar, professora de farmacologia, tem realizado testes em células cancerígenas e os resultados evidenciam a potencialidade desta erva aromática ser transformada na base dum fármaco anti-cancerígeno.
 

"Sabemos que os orégãos possuem propriedades anti-bacterianas e anti-inflamatórias, mas os seus efeitos nas células cancerígenas podem dar-lhe uma utilidade completamente nova", explicou Supriya Bavadekar, cuja equipa procura agora compreender o processo como o carvacrol actua sobre as células afectadas.

O facto da substância se encontrar numa erva aromática leva ainda os investigadores a anteciparem uma rápida e eficaz absorção por parte do organismo: "uma grande vantagem é que os orégãos são muito usados para temperar a comida e são reconhecidos como seguros nos EUA. Portanto, esperamos que esse facto possa diminuir o risco de efeitos tóxicos graves".

Se o estudo continuar a produzir bons resultados, esta super especiaria pode representar uma terapia muito promissora para quem sofre de cancro na próstata, complementou a professora da LIU, durante a apresentação da investigação na Experimental Biology 2012.

Se assim é toca a pôr orégãos na salada.

Etiquetas: , ,

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home