quarta-feira, maio 17, 2017

Grande Rota do Alva - A Moura Morta não pode ser esquecida como aldeia ribeirinha


Grande Rota do Alva valoriza percurso ribeirinho entre Seia e Penacova

Sete municípios criaram ontem a Grande Rota do Alva, numa sessão realizada em Penacova em que as partes assumiram o compromisso de valorização ambiental … … e turística deste afluente do rio Mondego, numa extensão de 106 quilómetros. 
 Com esta iniciativa, as autarquias envolvidas comprometem-se a criar uma rota de percursos pedestres e cicláveis, na qual serão integrados diversos caminhos já existentes.
“Investimos na valorização de todo o rio Alva, entre Gouveia e Penacova”, disse à agência Lusa o presidente da Câmara Municipal de Penacova, Humberto Oliveira. Humberto Oliveira adiantou que o projeto avançará com apoio de fundos europeus diversos do Portugal 2020, reunindo os municípios de Gouveia, Seia, Oliveira do Hospital, Arganil, Tábua, Vila Nova de Poiares e Penacova. O autarca estima que serão investidos quase 100 mil euros na Grande Rota do Alva, entre a nascente e a foz do rio, nas povoações do Sabugueiro (Seia) e Porto da Raiva (Penacova), nos distritos da Guarda e Coimbra, respetivamente.
As candidaturas foram apresentadas pelas comunidades intermunicipais (CIM) da Região de Coimbra e Beiras e Serra da Estrela, no âmbito de uma parceria com a Associação para o Desenvolvimento Integrado da Rede das Aldeias de Montanha (ADIRAM) e com o Provere iNature — Turismo Sustentável em Áreas Classificadas, gerido pela agência Gardunha XXI. Na apresentação da Grande Rota do Alva, na Casa do Povo de São Pedro de Alva, estiveram presentes representantes dos sete municípios que integram o projeto, das duas CIM e da agência de desenvolvimento Gardunha XXI, além de várias entidades convidadas.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home