quarta-feira, setembro 24, 2014

AÇAFLOR

Açaflor
Foto: pva 0511 - pé de Crocus serotinus entre folhas secas de Quercus rubra 
 A flor lilás do açafrão, uma planta bolbosa de aroma requintado, está a despontar agora em terrenos montanhosos, bem drenados e em meia-sombra.
Dos seus estigmas e estiletes, filamentos de cor vermelha que quando secos amarelecem, faz-se a especiaria mais cara no mercado: para um quilo deste saboroso condimento amarelo são usadas mais de cem mil flores, colhidas à mão entre Outubro e Novembro, o que se traduz em cerca de 3 euros por cada meio grama de açafrão.
Os cozinheiros exigentes, que o usam em molhos, paellas - prato típico do primeiro produtor mundial -, bolos ou sopas de peixe, denunciam a sua frequente substituição pelo açafrão-da-Índia (Curcuma longa), de preço irrisório. Por isso não é certo que alguma vez o tenha provado. Da família das Iridaceas, a espécie Crocus (a que a mitologia grega se refere como um pastor que o deus Hermes imortalizou numa flor) sativus (porque se semeia) é endémica na Península Ibérica, Ásia Menor e China. O interesse no seu cultivo parece ter chegado até nós acompanhado pelo termo árabe az-zaHafran.
Estas flôres de açafrão já foram encontradas nas barreiras da Vinha na Moura Morta, por entre as folhas caídas das carvalhas e carvalhuços.
Publicado por http://dias-com-arvores.blogspot.pt/

Etiquetas: , ,

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home