quarta-feira, março 01, 2017

Ainda a Toponimia nas Lavegadas

Um texto de Jorge Gonçalves sobre as decisões tomadas na não atribuição do nome do Dr. Antonino Henriques na toponímia da Moura Morta.
Este antigo autarca e ex-Presidente da Junta de Freguesia das Lavegadas discorda completamente do procedimento tomado, na exclusão do nome de tão insigne mouramortino de uma lista anteriormente trabalhada e consensual.

http://baudahistrionia.blogspot.pt/2017/03/a-tirania-da-memoria-sem-gratidao-o.html

quarta-feira, 1 de março de 2017


A tirania da memória sem gratidão! (O mesmo lobo bom e cordeirinho mau)

O actual responsável pelo executivo das Lavegadas mais uma vez, fez uma das suas. Conseguiu inverter a história do lobo mau e do cordeirinho bom, coisa que o mais atrevido malandrote e rezingão não era capaz. Eu estive na Comissão de Toponímia quando se discutiu os topónimos das Lavegadas. E a mesma foi consensual com ligeiras dúvidas. Unanimemente o nome do Dr. Antonino Henriques foi ratificado por todos, incluindo pelo Presidente da Freguesia de Lavegadas. Ficou combinado que quando fossem para as ruas da Freguesia me convidariam para elucidar e escutar os cidadãos e depois para os coadjuvar a elaborar a memoria descritiva dos nomes dados a cada rua. Tanto não o fez como negligenciou o que na Comissão ficou combinado. Com nove aldeias... ouviu “três a quatros pessoas” - disse. Uma Freguesia Com 207 Eleitores, que tem oficialmente 204 (-) habitantes, 11,23 K2 de área, cuja densidade populacional é de 18,2 habitantes/K2. Dá para questionar o sitio aonde fez tal audição!? Se foi na porta da Igreja? Às pessoas que foram tratar de assuntos à sede da Freguesia? Ou nalgum convívio de ocasião em que as pessoas presentes não tiveram acesso ao documento e assim estavam desprovidas das faculdades necessárias?? Confesso que nestes anos que estou arredado da politica foi o maior escândalo que vi executar. Nele observo rancor e mesquinhez. Marcou-me profundamente. O Dr. Antonino Henriques um magnânimo cidadão e brilhante académico não merecia uma indignidade destas. Uma omissão propositadamente “fisgada “. A inveja e a hipocrisia é por demais evidente. Também não me conformo em se instituir a toponímia nas Lavegadas quando todos os responsáveis presentes na Assembleia Municipal realizada na Moura Morta a classificaram de medíocre e anedótica. Este acto toponímico não é para se diluir no tempo. Este acto toponímico é para ficar no tempo imortalizado no livro da nossa história. Agora por uma vontade de se cumprir um compromisso eleitoral escarrapacha-se nas ruas um péssimo serviço! E isto tudo porque foi uma promessa da Mudança Tranquila para esta legislatura! Quantas das 101 medidas ainda ficaram por fazer, projectadas para o mesmo período de tempo?? Não me conformo e tudo farei para desmascarar esta vergonha. Usarei de todos os meios que a Lei me facultar para denunciar todo este processo. E se necessário farei da minha cidadania uma voz activa e participante. Já agora que alguém da Comissão de Toponímia muito em particular o seu Presidente, faça um périplo pelas Lavegadas para sentir o quanto tem as orelhas a arder. Publicada por JORGE GONÇALVES à(s) 07:11

Etiquetas: ,

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Mas a Moura Morta não era a terra da Bruxa?

22:57:00  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home